quarta-feira, 6 de maio de 2015

“Uma conversa sobre Jornalismo”. Este foi o tema do bate-papo entre a jornalista Débora Pradella Pires, editora de esportes da plataforma digital e de Olimpíada da Zero Hora, e os alunos do Curso de Comunicação Social da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc). O evento ocorreu hoje pela manhã, na sala 101 da instituição.

A profissional apresentou dados sobre a Zero Hora, indicando o número de assinantes do jornal impresso, bem como dos meios digitais (site, mobile e app), além de contar de que forma as redes sociais influenciam no processo produtivo do jornal. Débora conta que após saber o que os leitores gostam, é moldado o conteúdo que será publicado e definido o horário de divulgação. “A Zero Hora faz um relatório sobre a audiência do dia anterior, e então são definidas várias pautas”.

Segundo Débora Pradella, a Zero Hora tem um foco especial aos times da dupla gre-nal. Conforme a jornalista, as pessoas investem e gostam de ler sobre o assunto. “Há, sim, outros esportes, mas focamos em alguma coisa. Não adianta produzir tudo e não ser referência em nada. Focamos 90% no Grêmio e no Inter e somos referência”, ressalta.
Ao falar sobre a apuração das notícias, a editora diz que o repórter precisa confiar na fonte e o editor no repórter. “Muitas fontes só falam em off, o que não é ideal, mas é válido. Preservar a fonte é essencial”. Segundo Débora, o “furo” entra antes no digital e no impresso é apenas aprofundado. “Não tem essa de guardar para amanhã”, afirma.

Trocas - Durante o evento, professores e alunos fizeram questionamentos e tiraram suas dúvidas em relação ao funcionamento da redação da Zero Hora e de outros veículos do Grupo RBS. Segundo a acadêmica Pâmela Caporalli, o bate-papo foi muito interessante e rico em informações. “Nos dias atuais é imprescindível o profissional da área ser multimídia. Nossa sorte é que já nascemos na chamada era digital. Independente da área de atuação, precisamos ‘abrir as caixinhas’ e produzir material para as mais diversas plataformas”.

A professora Mirela Hoeltz conta que considera importante a aproximação das empresas com as instituições de ensino no que diz respeito à integração dos profissionais com os acadêmicos. “Nota-se o empenho da ZH e da palestrante na apresentação dos dados de consumo e rotinas produtivas. Os acadêmicos que participam destas oportunidades terão subsídios para discussões em sala de aula”, enfatiza.
O roteiro de visitas dos profissionais de Zero Hora às universidades segue. No total,  25 instituições  receberão repórteres, editores, fotógrafos e designers da empresa.

Confira, aqui, a entrevista que Débora Pradella concedeu à equipe da Agência A4.



 Texto e fotos: Agência Experimental de Comunicação A4

Quem somos

Espaço de caráter convergente, multimidiático e interdisciplinar para divulgação das atividades realizadas por professores e alunos do Curso de Comunicação Social da Unisc, dentro e fora das salas de aulas. Todos são bem-vindos.

Contato

Departamento de Comunicação Social
Bloco 16 - Sala 1613
Fone/Fax: 3717-7383 - Coord.: 3717-7536
csocial@unisc.br
Tecnologia do Blogger.

Arquivos

Seguidores

- Copyright © Comunicar -- Traduzido Por: Template Para Blogspot