Archive for Outubro 2014

Acadêmica de Relações Públicas participa de Congresso Internacional

Ocorreu entre os dias 22 a 24 de outubro, no Othon Palace Hotel, na cidade de Salvador – Bahia, o XIV Congresso Internacional de Relações Públicas e Comunicação. O Congresso é uma atividade anual da Associação Latino-Americana de Relações Públicas (ALARP). Na edição deste ano o evento reuniu cerca de 800 estudantes, pesquisadores e profissionais das áreas de relações públicas, jornalismo, publicidade e propaganda, administração e marketing. 

A acadêmica do 6º semestre de Relações Públicas, Rafaela Richter Schneider, representou a Unisc no congresso. Ela apresentou o artigo Comunicação interna: parceria entre Gestores, Relações Públicas e Colaboradores, orientado pela professora Fabiana Pereira, que também será publicado no livro do evento. 



Texto e fotos: Rafaela Schneider
 

Prêmio de Publicidade UNIFRA acontece no dia 20 de novembro

Anualmente, a Centro Universitário Franciscano promove o Prêmio de Publicidade UNIFRA, aberto a todas as instituições da Região Sul, que reconhece os melhores trabalhos de alunos. A premiação acontece dia 20 de novembro, em Santa Maria, e as inscrições abrem hoje, dia 30, e encerram no dia 4 de novembro. 

Para mais informações, acesse: https://www.facebook.com/PremioPPunifra

Confira o REGULAMENTO:
___________________________________________________________________________

8º PRÊMIO UNIVERSITÁRIO DE PUBLICIDADE UNIFRA

1) – DISPOSIÇÕES GERAIS

1.1. Do Evento
O CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO, CNPJ N 95.606.380/0022-43, com sede à Rua Silva Jardim, nº 1417, na cidade de Santa Maria – RS edita o presente Regulamento do 8º PRÊMIO UNIVERSITÁRIO DE PUBLICIDADE UNIFRA, que tem como objetivo avaliar, valorizar e premiar peças publicitárias criadas em atividades acadêmicas única e exclusivamente dos cursos de Publicidade e Propaganda, Rádio e TV, Cinema e Produção Audiovisual de Instituições de Ensino Superior da região Sul. Este instrumento regula todo o processo de inscrições dos trabalhos de cunho publicitário em 6 áreas com 15 categorias.
1.2. Da Comissão Organizadora
1.2.1. A Comissão Organizadora do 8º PRÊMIO UNIVERSITÁRIO DE PUBLICIDADE/UNIFRA tem como missão planejar e cumprir o processo organizacional, operacional e administrativo do Evento e das normativas deste Regulamento, de forma que atenda às expectativas do meio acadêmico e profissional como um todo.
1.2.2. A Comissão Organizadora é constituída pelas professoras do curso de Publicidade e Propaganda da Centro Universitário Franciscano, coordenadas pelo LINC.
1.3. Do Ano Base
O 8º PRÊMIO UNIVERSITÁRIO DE PUBLICIDADE/UNIFRA, por meio do seu corpo de jurados, avaliará e premiará os trabalhos de cunho publicitário criados em atividades acadêmicas durante o período novembro de 2013 a novembro de 2014.
1.4. Das Inscrições
1.4.1. As inscrições ocorrerão no período compreendido entre 30 de outubro e 4 de novembro de 2014 para alunos de todas as IES da região sul.
1.4.2. Os trabalhos deverão ser inscritos on-line pelo site do Centro Universitário Franciscano.
1.4.3. O aluno deverá preencher as informações solicitadas pelo site da UNIFRA, marcar quais as peças que vai inscrever, imprimir até o dia 4/11 e pagar o boleto gerado. Após o processamento do pagamento deverá postar o trabalho na área Inscrição de Trabalhos, em PDF, contendo a justificativa do trabalho, a imagem (em caso de materiais gráficos) ou o link para ser acessado na internet (em caso de materiais eletrônicos, postados nos sites Vimeo ou Youtube) até dia 9/11. Em hipótese nenhuma os alunos poderão ser identificados no trabalho sob pena de anulação da inscrição. Para garantir a isenção no julgamento, as peças serão identificadas pelo número de inscrição e não autores. Cada inscrição será referente a uma peça, com exceção das categorias que preveem a inscrição de campanhas / portfólio. As peças inscritas nas categorias campanhas não poderão ser inscritas individualmente, sob pena de anulação da inscrição.
1.4.4. Não será permitida a inscrição de campanhas de divulgação de edições anteriores do Prêmio Universitário de Publicidade UNIFRA.
1.4.5 A Comissão Organizadora do Prêmio poderá divulgar as peças em qualquer meio que lhe convier, desde que sejam identificados os autores.
1.4.6 A identificação dos autores das peças inscritas é de inteira responsabilidade do aluno que inscrevê-las.
1.4.7 Cada aluno inscrito receberá um certificado de participação (vale 10 horas de ACC no curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Franciscano).
1.5. Do Julgamento
1.5.1. A premiação compreende as classificações OURO, PRATA e BRONZE de acordo com a avaliação do júri.
1.5.2. Será ainda outorgado 01 Grand Prix para a melhor peça ou campanha. Para isso, haverá a realização de uma segunda avaliação exclusivamente entre os trabalhos premiados com OURO.
1.5.3. Os jurados serão profissionais do mercado publicitário estadual, desde que não sejam docentes de cursos de graduação de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda Rádio e TV, Cinema e Produção Audiovisual de IES da região sul.
1.5.4. Os critérios de avaliação são: criatividade, originalidade e adequação.
1.5.5. A divulgação dos vencedores será feita na cerimônia de premiação, no dia 20 de novembro de 2014.

2. CATEGORIAS E FORMAS DE APRESENTAÇÃO

2.1. FOTOGRAFIA
2.1.1. Fotografia Publicitária
Fotografias em P&B ou coloridas com abordagem publicitária. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa do trabalho e a imagem, salvos em pdf.
2.1.2. Fotografia Livre
Fotografias P&B ou coloridas com tema livre. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa do trabalho e a imagem, salvos em pdf.
2.2. IMPRESSO
2.2.1. Anúncio
Peças publicitárias destinadas aos meios impressos, em suas diversas formas de apresentação. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa do trabalho e a imagem, salvos em pdf.
2.2.2. Cartaz
Peças criadas para serem veiculadas em murais, postes, tapumes, de acordo com suas diversas formas de apresentação. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa do trabalho e a imagem, salvos em pdf.
2.3. ELETRÔNICO
Todos os materiais com mais de um minuto de duração devem postar também um trailer.
2.3.1. Filme publicitário
Comerciais audiovisuais de 15, 30, 45 ou 60 segundos. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa da peça e com o link para a visualização (no site Vimeo) salvo em pdf.
2.3.2. Videoclipe
Materiais audiovisuais que divulgam músicas, bandas, cantores (as) com duração mínima de 2 minutos. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa da peça e com o link para a visualização (no site Vimeo) salvo em pdf.
2.3.3. Vídeo livre
Todos os formatos audiovisuais que não sejam filmes publicitários e videoclipes. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa da peça e com o link para a visualização (no site Vimeo) salvo em pdf.
2.3.4. Spot
Comerciais em áudio de 15, 30, 45 ou 60 segundos. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa da peça e com o link para escuta no site SoundCloud.
2.3.5. Jingle
Músicas comerciais com anunciante identificado em letra ou assinatura, com o mínimo de 30 segundos. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa da peça e com o link para escuta no site SoundCloud.
2.3.6. Áudio livre
Na categoria Áudio Livre se encaixam / podem ser inscritos todos os formatos em áudio que não sejam spots e jingles. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa da peça e com o link para escuta no site SoundCloud.
2.4. CAMPANHA
2.4.1 Campanha Comercial
Campanhas com a utilização de, no mínimo, 3 peças diferentes, com objetivos comerciais. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa do trabalho e a imagem, salvos em pdf.
2.4.2. Institucional
Campanhas com a utilização de, no mínimo, 3 peças diferentes, com objetivos institucionais. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa do trabalho e a imagem, salvos em pdf.
OBSERVAÇÃO: Os trabalhos inscritos em Campanha Comercial ou Campanha Institucional não poderão concorrer como peças avulsas em outras categorias.
2.5. AGÊNCIA EXPERIMENTAL
2.5.1. Campanhas
Campanhas com, no mínimo 3 e no máximo 7 peças diferentes, criadas por equipes de agências experimentais de Instituições de Ensino Superior do RS. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa do trabalho e a imagem, salvos em pdf.
2.5.2. Portfólios
Com mínimo de 3 peças publicitárias e no máximo de 5 campanhas. Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa do trabalho e a imagem, salvos em pdf.
2.6. PROJETO EXPERIMENTAL
Poderão ser inscritos nessa categoria os projetos experimentais realizados/executados no período letivo 2014. Os Projetos Experimentais deverão apresentar em uma folha A4 digitados a descrição do cliente, problema a ser resolvido, objetivo, solução e resultados com no máximo 3 páginas (fonte Times 12, espaço 1,5) e anexos com no mínimo 3 fotos (arquivo em pdf). Deve ser postado um arquivo de texto com a defesa do trabalho e a imagem, salvos em pdf.

3. DAS TAXAS DE INSCRIÇÃO

3.1. Valores unitários
3.1.1. Acadêmicos do Centro Universitário Franciscano
1 trabalho – R$10,00
A partir do segundo trabalho – R$ 5,00 por peça
3.1.2. Acadêmicos das demais Instituições de Ensino Superior:
1 trabalho – R$15,00
A partir do segundo trabalho – R$ 10,00 por peça

4. DO EVENTO DE PREMIAÇÃO

A entrega dos prêmios do 8º PRÊMIO UNIVERSITÁRIO DE PUBLICIDADE/UNIFRA ocorrerá no dia 20 de Novembro de 2014, no auditório da Cesma (Rua Prof. Braga, 55 - Santa Maria - RS, 97015-530), às 20h30min.

5. DISPOSIÇÕES FINAIS

As decisões do Júri são soberanas e irrecorríveis. Toda e qualquer dúvida deverá ser encaminhada por escrito à Comissão Organizadora do 8º PRÊMIO UNIVERSITÁRIO DE PUBLICIDADE/UNIFRA através do e-mail premioppunifra@gmail.com, até 24 horas antes do primeiro dia de julgamento que ocorrerá dia 10 de Novembro.


15 anos do curso de Comunicação Social da FACCAT

Informações na imagem.


Disponibilizada a ficha de manifestação de interesse no curso sobre Gênero e Raça/Etnia

Segue, abaixo, a ficha  para manifestação de interesse dos acadêmicos para participar do curso sobre Gênero e Raça/Etnia. Os alunos devem enviá-la para o email: satira.spm@gmail.com
________________________________________________________________________

Gênero e Raça/Etnia na Mídia
            O projeto Gênero e Raça/Etnia na Mídia: promovendo a autonomia e enfrentando a violência, por uma comunicação pública e plural é relacionado à promoção de uma cultura igualitária, democrática e não reprodutora de estereótipos de gênero, raça/etnia, orientação sexual e ou geracional nos meios de comunicação. Para tanto, a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/RS), a Secretaria de Comunicação (Secom), a Fundação Cultural Piratini-TVE/FM Cultura, a Rede Escola de Governo (FDRH), o Núcleo de Jornalistas Afrobrasileiros/as e o Núcleo de Mulheres Jornalistas pela Igualdade de Gênero do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS estão executando o projeto, com investimentos da SPM Nacional. O projeto prevê a elaboração de um Livro, de um Guia e de uma campanha de tevê e rádio sobre a temática, além da formação de jornalistas, estudantes de comunicação, profissionais de comunicação e comunicadoras/es através de um curso de 30 horas/aula nas 9 Regiões do RS. 
____________________________________________________________________________________________
FICHA DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE EM PARTICIPAR DO CURSO DO PROJETO
 “Gênero e Raça/Etnia na Mídia”
UNISC/Santa Cruz do Sul
Interesse em participar do curso: (      ) Sim                     (     ) Não, somente receber informações.
Nome completo (legível):
E-mail:
Facebook:
Telefone:
Jornalista(  ) estudante de comunicação (  ) profissional de comunicação (  ) comunicador/a (  )
Outros: ______________________________________________
Qual sua autodeclaração de raça/cor/etnia?
(    ) branca (     ) parda  (     ) preta (     ) amarela  (     ) indígena (     ) cigana  - Outra _____________________
Instituição:                                                                                 Cidade:

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Seleção de bolsista PUIC

A revista Rizoma  - Midiatização, Cultura, Narrativas, do Departamento de Comunicação Social da Unisc, está selecionando bolsista PUIC.
 
Interessados devem enviar currículo para o email dsoster@uol.com.br o mais breve possível.

Conheça a revista clicando aqui

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Ói Nóis Aqui Traveiz leva o projeto Teatro e Memória a Santa Cruz


De 30 de outubro a 02 de novembro a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui traveiz estará realizando uma residência artística na cidade de Santa Cruz através do projeto “Teatro e Memória – 50 anos do Golpe Militar”. Durante 4 dias o grupo compartilha com a cidade uma programação cultural que prevê: workshop, palestra, desmontagem, performance, filme e apresentação do premiado espetáculo de teatro de rua “O Amargo Santo da Purificação”.
O projeto “Teatro e Memória – 50 anos do Golpe Militar”, foi contemplado pelo edital “Desenvolvimento da Economia da Cultura Pró-cultura RS - FAC" da Secretaria de Estado da Cultura, e ao todo irá percorrer 8 cidades de diferentes regiões do Rio Grande do Sul.
Toda a programação tem entrada franca. A residência artística do grupo na cidade conta com o apoio do Espaço Camarim, da Escola de Samba Acadêmicos do União e do Ponto de Cultura Águia Agito.

Confira o cronograma completo das atividades:

30 e 31/10 - 14h ás 17h – Workshop 
“Vivência com o Ói Nóis Aqui Traviez”
Companhia de Teatro Espaço Camarim (Rua Marechal Floriano, 332 – Centro)
*Inscrições pelo telefone  (51) 9145 5555 e 3713 1080

30/10 - 20h – Palestra
“A Censura no Teatro Brasileiro Durante a Ditadura Militar”
Companhia de Teatro Espaço Camarim (Rua Marechal Floriano, 332 – Centro)

31/10 – 20h - Desmontagem
“Evocando os Mortos - Poéticas da Experiência”
por Tânia Farias
Companhia de Teatro Espaço Camarim (Rua Marechal Floriano, 332 – Centro)

01/11 – 12h - Performance
“Onde? Ação nº2”
Praça Getúlio Vargas – Centro

01/11 – 20h - Filme
“Viúvas - Performance Sobre a Ausência”
Companhia de Teatro Espaço Camarim (Rua Marechal Floriano, 332 – Centro)

02/11 – 17h - Espetáculo de Teatro de Rua 
“O Amargo Santo da Purificação”
Rua Amazonas, ao lado do campo de futebol – Território da Paz – Bairro Bom Jesus


Teatro e Memória – 50 anos do Golpe Militar
O Golpe civil militar de 1964 que massacrou o povo brasileiro está completando 50 anos. Foram 21 anos de ditadura e terrorismo de Estado com cassações, prisões, banimentos, torturas, assassinatos e “desaparecimentos”. O regime ditatorial ampliou a concentração da terra, incentivou a monopolização da economia, concentrou a renda, atrelou o país ao grande capital internacional e produziu uma forte estrutura jurídico-autoritária que está aí até hoje. A ditadura foi fruto de um sistema de exploração e de opressão que, enquanto não for definitivamente superado, causará a infelicidade da nação. A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz traz através do Teatro a reflexão sobre o que foram aqueles anos de ditadura no Brasil. Por meio da realização de apresentações de teatro de rua, performances, palestras, oficinas e demonstrações técnicas, o Ói Nóis Aqui Traveiz promove o debate político e estético, visando à formação de uma consciência crítica e sócio-política, uma exigência para a ideia de “exercício da cidadania”.

WORKSHOP – VIVÊNCIA COM A TRIBO DE ATUADORES ÓI NÓIS AQUI TRAVEIZ
O workshop Vivência com a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz consiste em um encontro coordenado pelos atuadores do grupo, que investiga o movimento e a voz para a ampliação do corpo do ator e a ocupação do espaço teatral. A ênfase é colocada na corporalidade do ator (como forma de perceber o próprio corpo) e na contracenação ( para perceber o outro). A vivência vai intensificar a dinâmica teatral do corpo, através de exercícios de desinibição, sensibilização, musicalidade, expressividade e coordenação rítmica, aliados a jogos de inter-relacionamento dramático.

PALESTRA – A CENSURA NO TEATRO BRASILEIRO DURANTE A DITADURA MILITAR
A palestra aborda um dos piores momentos da história do teatro brasileiro, devido à repressão e à censura exercidas pelo regime autoritário. No período da ditadura, a partir de 1964, o teatro sofreu grandes perseguições. Em especial dois grupos, o Oficina, em torno de seu diretor José Celso Martinez Corrêa, e o Arena, em torno de Augusto Boal, que se dedicaram a criar uma dramaturgia brasileira e uma nova formação do ator. Extremamente engajados, e invocando o teórico e dramaturgo alemão Bertolt Brecht como nome tutelar, marcariam a história do teatro no país. Essa situação só piorou após a promulgação do Ato Institucional Nº 5 (AI-5) em 1968, que deflagrou o terror de Estado e exterminou aquilo que fora o mais importante ensaio de socialização da cultura jamais havido no país.

DESMONTAGEM: EVOCANDO OS MORTOS – POÉTICAS DA EXPERIÊNCIA
A desmontagem Evocando os Mortos – Poéticas da Experiência refaz o caminho do ator na criação de personagens emblemáticos da dramaturgia contemporânea. Constitui um olhar sobre as discussões de Gênero, abordando a violência contra a mulher em suas variantes, questões que passaram a ocupar centralmente o trabalho de criação do grupo. Desvelando os processos de criação de diferentes personagens, criadas entre 1999 e 2011, a atuadora Tânia Farias deixa ver quanto as suas vivências pessoais e do coletivo Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz atravessam os mecanismos de criação. Através da ativação da memória corporal, a atriz faz surgir e desaparecer as personagens, realizando uma espécie de ritual de evocação de seus mortos para compreensão dos desafios de fazer teatro nos dias de hoje. 

PERFORMANCE – ONDE? AÇÃO Nº 2
A performance Onde? Ação nº2 de forma poética provoca reflexões sobre o nosso passado recente e as feridas ainda abertas pela ditadura militar. A ação performática se soma ao movimento de milhares de brasileiros que exigem que o Governo Federal proceda a investigação sobre o paradeiro das vítimas desaparecidas durante o regime militar, identifique e entregue os restos mortais aos seus familiares e aplique efetivamente as punições aos responsáveis. A proposta deste trabalho é trazer a reflexão sobre o que foram aqueles anos da Ditadura Militar no Brasil, a partir do teatro como um ato de resistência. A performance visa atualizar o debate sobre as implicações e consequências deste episódio para a história nacional. 

FILME – VIÚVAS PERFORMANCE SOBRE A AUSÊNCIA
O filme “Viúvas Performance Sobre a Ausência” mostra a encenação homônima realizada na Ilha do Presídio - situada entre as cidades de Porto Alegre e Guaíba - nas ruínas do presídio onde foram encarcerados presos políticos no período da ditadura civil militar no Brasil. Partindo do texto Viúvas de Ariel Dorfman e Tony Kushner, a Tribo dá continuidade à sua investigação da cena ritual, dentro da vertente do Teatro de Vivência. Viúvas mostra mulheres que lutam pelo direito de saber onde estão os homens que desapareceram ou foram mortos pela ditadura civil militar que se instalou em seu país. É uma alegoria sobre o que aconteceu nas últimas décadas na América Latina, e a necessidade de manter viva a memória deste tempo de horror, para que não volte mais a acontecer.

TEATRO DE RUA – O AMARGO SANTO DA PURIFICAÇÃO
O Amargo Santo da Purificação é uma visão alegórica e barroca da vida, paixão e morte do revolucionário Carlos Marighella. Marighella viveu e morreu durante períodos críticos da história contemporânea do Brasil, sendo protagonista na luta contra as ditaduras do Estado Novo e do Regime Militar. A dramaturgia elaborada pelo Ói Nóis Aqui Traveiz parte dos poemas escritos por Carlos Marighella que transformados em canções são o fio condutor da narrativa. Utilizando a plasticidade das máscaras, de elementos da cultura afro-brasileira e figurinos com fortes signos, a encenação cria uma fusão do rituacom o teatro dança. Através de uma estética ‘glauberiana’, o Ói Nóis Aqui Traveiz traz para as ruas da cidade uma abordagem épica das aspirações de liberdade e justiça do povo brasileiro.

Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz
36 Anos de Utopia, Paixão e Resistência
A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz surgiu em 1978 com uma proposta de renovação radical da linguagem cênica. Durante esses anos criou uma estética pessoal, fundada na pesquisa dramatúrgica, musical, plástica, no estudo da história e da cultura, na experimentação dos recursos teatrais a partir do trabalho autoral do ator. Não se limitando à sala de espetáculos, desenvolveu uma linguagem própria de teatro de rua, além de trabalhos artístico-pedagógicos junto à comunidade local. Abriu um novo espaço para a pesquisa cênica - a Terreira da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, que funciona como Escola de Teatro Popular, oferecendo diversas oficinas abertas e gratuitas para a população. 
A organização da Tribo é baseada no trabalho coletivo, tanto na produção das atividades teatrais, como na manutenção do espaço. O Ói Nóis Aqui Traveiz segue uma evolução contínua e constitui um processo aberto para novos participantes. Para a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz o teatro é instrumento de desvelamento e análise da realidade; a sua função é social: contribuir para o conhecimento dos homens e ao aprimoramento da sua condição.  
Num mundo marcado pela exclusão, marginalização, pela homogeneização, pelo pensamento único, enfim, pela desumanização e pela barbárie, cada vez mais é vital e necessário denunciar a injustiça, as vendas de opinião, o autoritarismo, a mediocridade e a falta de memória. Esta é a defesa que o Ói Nóis faz o teatro como resistência e manutenção de valores fundamentais que diferenciam uns de outros: a solidariedade, a honestidade pessoal e a liberdade. 
Fazendo um teatro a serviço da arte e da política, que não se enquadra nos padrões da ética e da estética de mercado. O teatro como um modo de vida e veículo de idéias: um teatro que não comenta a vida, mas participa dela!


quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Convite para palestra

No dia 22 de outubro, às 19 horas, ocorre a palestra  “Estratégias para Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil na Fumicultura: A Experiência do Programa ARISE-(Alcançando a Redução do Trabalho Infantil pelo Suporte da Educação)”. O evento é uma parceria entre a UNISC e OIT (Organização Internacional do Trabalho).
 
O evento está aberto aos professores e alunos da instituição e será na sala 101.
segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Solicitação e emissão de documentos podem ser realizadas via internet

Prezados estudantes

Informamos que, desde o dia 1º de outubro, está disponível o serviço de Solicitação de Documentos através da internet, no Portal Institucional, em Serviços Acadêmicos.
Com essa nova ferramenta, é possível solicitar e/ou emitir documentos através da internet, tendo os respectivos valores lançados diretamente no DOC de mensalidade, agilizando o processo e evitando a burocracia do atendimento presencial.
Além disso, alguns documentos estão disponíveis para emissão a partir do próprio site, sem custo.
Como funciona?
• Acesse o link para emissão/solicitação de documentos pela internet em Serviços Acadêmicos (Acesso Rápido – Emissão de Documentos) e emita ou solicite o seu documento;
• Após a confecção do documento, você será informado através do e-mail institucional que o mesmo está disponível;

Vantagens:

• Facilidade no acesso e autoatendimento;
• Otimização de tempo;
• Agilidade no atendimento;
• Facilidade de pagamento, autorizando o desconto no DOC da mensalidade.

O atendimento presencial é realizado na sala 513, do bloco 5, das 8h às 21h30, de segunda a sexta-feira.

Veja, abaixo, a lista dos documentos que podem ser solicitados e os que podem ser emitidos via internet:

Documentos que podem ser emitidos:

1. Atestado com as notas do vestibular – Boletim de desempenho
2. Atestado das disciplinas que faltam para concluir o curso
3. Atestado de disciplinas eliminadas
4. Atestado de matrícula/horários das disciplinas
5. Certidão para inscrição na OAB
6. Histórico escolar
7. Portaria de reconhecimento de curso.

Documentos que podem ser solicitados:

1. Atestado com a média geral de notas
2. Atestado com as notas do vestibular – Boletim de desempenho
3. Atestado com as notas e carga horária
4. Atestado das disciplinas que faltam para concluir o curso
5. Atestado de disciplinas eliminadas
6. Atestado de matrícula/horários das disciplinas
7. Atestado de matrícula e frequência
8. Atestado de provável formando com data de colação de grau
9. Atestado de semestralidade
10. Atestado de vínculo
11. Atestado dos dias em que realizou exames finais
12. Atestado dos dias em que realizou provas parciais
13. Atestado que frequentou o curso - por período
14. Atestado Sub-júdice
15. Certidão para inscrição na OAB
16. Certificado de curso tecnológico dos módulos concluídos
17. Histórico escolar
18. Programa de disciplinas/conteúdos programáticos
19. 2ª via do cartão UNISC
20. 2ª via de Histórico Escolar de conclusão de curso
21. Atestado de bolsistas da graduação
22. Atestado de bolsista voluntário da graduação
23. Certificado de bolsistas de extensão
24. Certificado de bolsista voluntário de extensão
25. Portaria de reconhecimento de curso
26. Sistema de avaliação
27. Situação do ENADE
28. Atestado de período letivo
29. Atestado de bolsista de pesquisa
30. Atestado de bolsista voluntário de pesquisa




Cursos e oficinas da Escola de Roteiro acontecem entre outubro e novembro


Para contribuir com o desenvolvimento da narrativa audiovisual, a Escola de Roteiro está disponibilizando novos cursos e oficinas. As vagas serão limitadas.

Veja:

CURSO - 14h
"O Papel da Montagem na Narrativa", com Alfredo Barros. - Casa de Cinema de Porto Alegre (em novembro)

CURSO - 20h
"Roteiro - A Essência da Construção Narrativa", com Marcelo Andrighetti. - Barraco Estúdio (em novembro)

OFICINA - 2h
"Dicas e percepções da escrita a partir do filme Mary and Max, no Dia Internacional da Animação (UFRGS). (28 de outubro)

Mais informações através do email: escoladeroteiro@bigodedegato.com

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Quem somos

Espaço de caráter convergente, multimidiático e interdisciplinar para divulgação das atividades realizadas por professores e alunos do Curso de Comunicação Social da Unisc, dentro e fora das salas de aulas. Todos são bem-vindos.

Contato

Departamento de Comunicação Social
Bloco 16 - Sala 1613
Fone/Fax: 3717-7383 - Coord.: 3717-7536
csocial@unisc.br
Tecnologia do Blogger.

Arquivos

Seguidores

- Copyright © Comunicar -- Traduzido Por: Template Para Blogspot