quinta-feira, 16 de abril de 2015


Já estão abertas as inscrições para o Prêmio José Lutzenberger de Jornalismo Ambiental, voltado para acadêmicos e jornalistas do Rio Grande do Sul. E Para que não haja dúvidas durante as inscrições, a organização do Prêmio listou algumas possíveis perguntas e respostas para ajudar no processo. Foco das matérias, limite de categorias, matérias realizadas em coautoria e prazos estão entre a lista de 10 questionamentos.
 
A iniciativa, promovida pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES/RS), Associação Riograndense de Imprensa (ARI) e Braskem, tem como objetivos incentivar a produção de matérias jornalísticas positivas sobre preservação ambiental, bem como o espaço destinado pelos diversos veículos para a temática.
 
Além da lista, mais informações sobre o Prêmio podem ser obtidas no site http://www.premiojornalismoambiental.com.br/.


Acompanhe abaixo a lista de perguntas e repostas:
 
 1 - Qual deverá ser o foco das matérias?
Reportagens sobre iniciativas bem-sucedidas na busca de soluções sustentáveis - tratamento da água e dos esgotos, gestão dos recursos hídricos, das águas pluviais e dos resíduos sólidos, drenagem, reciclagem, gestão ambiental e tecnologias limpas, entre outros - realizadas no Estado, por empresas e entidades, escolas e universidades, pessoas e instituições públicas e privadas.
 
2- Quais são as categorias do Prêmio?
Jornalismo impresso, Fotojornalismo, Radiojornalismo,Telejornalismo, Webjornalismo, Estudante de Comunicação e Prêmio Braskem de Jornalismo Universitário.
 
3 – Qual é a premiação?
Serão premiados os três primeiros classificados. O autor (jornalista profissional) do trabalho classificado em 1º lugar, em cada categoria, será conferido o prêmio de R$ 5.000,00 e um troféu; o classificado em 2º lugar, em cada categoria, receberá R$ 2.500,00 e um troféu; ao classificado em 3º lugar caberá um certificado de menção honrosa. Os estudantes que tiverem seus trabalhos escolhidos ganharão um prêmio de R$ 1.000,00 para o primeiro, R$ 500,00 para o segundo e menção honrosa para o terceiro lugar. Também serão reconhecidos o veículo com maior número de publicações inscritas sobre o tema ambiental e a faculdade com maior número de trabalhos inscritos.
 
4 - Quem pode participar?
Jornalistas com atuação no Rio Grande do Sul, registrados na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego e estudantes devidamente matriculados em cursos de Jornalismo.
 
5 - Até quantas categorias é possível se inscrever?
Cada profissional/estudante poderá participar com no máximo três trabalhos em cada categoria, que tenham sido publicados ou divulgados em veículo com circulação ou atuação regular dentro do Estado. 
 
6 – Trabalhos realizados em coautoria podem ser inscritos? 
Sim. No caso de matérias com mais de um autor, todos os integrantes da equipe deverão ser identificados na ficha de inscrição, sendo que o prêmio ou troféu será entregue a um deles, indicado como “autor titular”.
 
7 – Há limite de tamanho do material produzido? 
Não há limite para tamanho.
 
8 – Em que formato e como os arquivos deverão ser enviados? 
Textos - o material impresso deve ser encaminhado, via internet, em dois arquivos (PDF da página diagramada e PDF da página publicada) para o seguinte endereço: www.premiojornalismoambiental.com.br;
Fotografia - podem concorrer fotografias que façam parte ou não de uma reportagem, desde que tenham sido publicadas e se refiram ao tema proposto pelo concurso. O material deverá ser enviado pela internet pelo www.premiojornalismoambiental.com.br;
Radiojornalismo - os trabalhos, devidamente identificados, devem conter o endereço eletrônico da emissora que o veiculou, com a respectiva data. O material deverá ser enviado pela internet pelo www.premiojornalismoambiental.com.br;
Telejornalismo - como no item anterior, os trabalhos, devidamente identificados, devem conter o endereço eletrônico da emissora que os veiculou, com a respectiva data. O material deverá ser enviado pela internet pelo www.premiojornalismoambiental.com.br;
Webjornalismo - esta categoria é destinada a jornalistas que atuam na web, com publicações digitais, sites de notícias e portais, não sendo admitidas matérias de blogs e similares. Serão aceitos trabalhos de reportagem em texto, fotografia, áudio e vídeo, voltados à temática deste concurso. O concorrente deverá fazer upload do material (texto) em formato PDF da página publicada, além de indicar o endereço do trabalho na web ou o arquivo digital. O material deverá ser enviado pela internet pelo www.premiojornalismoambiental.com.br;
Estudante - A esta categoria será conferido o Prêmio Braskem de Jornalismo Universitário, destinado a alunos matriculados em cursos de Jornalismo de qualquer universidade localizada no Rio Grande do Sul, que estejam frequentando regularmente as aulas, mediante apresentação do número de matrícula e comprovação da secretaria do estabelecimento, no ato de inscrição. Cada candidato pode concorrer com até três trabalhos, acompanhados de declaração do professor orientador. Não serão aceitas matérias publicadas em veículos comerciais ou em instituições fora do âmbito universitário. Esta categoria admitirá inscrições de trabalhos produzidos para mídia impressa, rádio, televisão ou web. O material deverá ser enviado pela internet pelo www.premiojornalismoambiental.com.br.
 
7 - Como faço para me inscrever?
Ao selecionar as matérias acesse o site http://www.premiojornalismoambiental.com.br/. Antes de iniciar as inscrições, leia o regulamento atentamente. Posteriormente selecione a página Inscrições e selecione a categoria que se pretende participar. Lembrando que podem ser inscritos no máximo três trabalhos em cada categoria. Preencha atentamente todos os campos indicados, principalmente se há coautores. Depois, marque o espaço Li e Aceito os termos acima e conclua no inscrever-se.
 
8 - Quais são os prazos?
As inscrições estão abertas a partir do dia 12 de março e encerram-se às 18h do dia 31 de agosto de 2015. Poderão concorrer trabalhos divulgados no período entre 1º de agosto de 2014 e 31 de julho de 2015.
 
9 – Quem será a comissão e como ela funcionará?
Independente em relação aos realizadores, a comissão julgadora será integrada por jornalistas sem vínculo com órgãos de comunicação e técnicos ou especialistas em meio ambiente, representando as seguintes entidades: 1. Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES/RS) 2. Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do RS (ARFOC) 3. Associação Riograndense de Imprensa (ARI) 4. Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul 5. Sindicato dos Radialistas do Rio Grande do Sul. A participação ocorrerá de forma voluntária, por meio de convite. A Braskem e a direção das demais instituições organizadoras não participam do processo de julgamento do Prêmio.
 
10 - Poderá não haver ganhadores em alguma categoria?
Sim, não havendo matérias que correspondam com os padrões estabelecidos. A Comissão Julgadora reserva-se ao direito de não premiar primeiro e segundo lugares, atribuindo apenas menções honrosas a trabalhos que se destaquem. 



Quem somos

Espaço de caráter convergente, multimidiático e interdisciplinar para divulgação das atividades realizadas por professores e alunos do Curso de Comunicação Social da Unisc, dentro e fora das salas de aulas. Todos são bem-vindos.

Contato

Departamento de Comunicação Social
Bloco 16 - Sala 1613
Fone/Fax: 3717-7383 - Coord.: 3717-7536
csocial@unisc.br
Tecnologia do Blogger.

Arquivos

Seguidores

- Copyright © Comunicar -- Traduzido Por: Template Para Blogspot