quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Intitulado Zeus: a origem, o  curta-metragem do formando em Produção em Mídia Audiovisual da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Anderson Rohr, foi selecionado para exibição no programa Midnigth Madness, do KLIK! Amsterdam Animation Festival, da Holanda. O festival ocorre de 4 a 9 de novembro.
 
Através de um brainstorm, uma técnica criativa, surgiu o tema do curta. A recém-formada em Jornalismo pela Unisc, Josiane Goetze ajudou Rohr neste processo. Segundo Rohr, Josiane teve a ideia principal da produção, que é integrar animação com cinema mudo. “E como eu sempre gostei de filmes de Mitologia Grega, decidi seguir nessa linha e recriar uma parte da história de Zeus. Do nascimento até ele se tornar o senhor supremo”, conta.

Para viabilizar o trabalho – executado para a disciplina de Projeto Experimental – Rohr explica que precisou aprender a utilizar vários softwares e plug-ins. Da concepção até a finalização do curta foram precisos cinco meses inteiros, incluindo os feriados e os finais de semana. Para o criador de Zeus: A origem, a parte mais engraçada da produção foi o tempo da redenrização. Este processo envolve cálculos de sombras, luzes, texturas e afins. O computador calcula a partir do software 3D. “Durante o dia eu trabalhava no computador e, de noite, o deixava calculando para gerar o resultado final de cada cena 3D”, lembra Rohr.

Diferente do que geralmente faz, que é editar o vídeo de acordo com o ritmo, Rohr criou os instrumentos orquestrados de acordo com os acontecimentos do curta-metragem. A intenção, segundo ele, é transmitir sentimentos para as pessoas. “Em cada cena há alternância da trilha em relação ao sentimento dos personagens com o que está acontecendo”, explica. Em cenas mais tensas, ele usou trombones. Já em momentos mais calmas, instrumentos delicados fizeram parte da trilha, como a harpa, remetendo à pureza e à leveza.

Utilizar estes métodos tem uma explicação. Quando Rohr assistia aos filmes mudos, percebeu que a trilha compensava a ausência das vozes dos personagens. Além disso, esta é a trilha sonora mais extensa que ele já compôs até agora – 12 minutos e 31 segundos.
O produtor percebeu que, ao integrar o cinema mudo com a animação, a sétima arte tem muito mais opções do as geralmente vistas. “Pretendo me aperfeiçoar, explorar e experimentar ainda mais essa integração. Aprendi muito fazendo esse curta-metragem, que foi realizado para minha conclusão do Curso de Produção em Mídia Audiovisual, na disciplina de Projeto Experimental”, conta ele.

Compondo a banca de avaliação do trabalho estavam os professores Leonel Aires e Sandra Richter, além do orientador do curta, Josmar Reyes. “Agradeço muito a eles. Eternos mestres”, conclui.

Sobre o festival:


O estudante descobriu o KLIK! Amsterdam Animation Festival através de uma pesquisa na internet, e decidiu inscrever o curta para participar da competição desse festival. Contudo, o curta não foi selecionado para a premiação, mas foi selecionado para participar do programa Midnight Madness - organizado pelo festival - que consiste em fazer uma mostra não competitiva de filmes de animação de vários países, durante a programação do festival que ocorre entre 04 e 09 de novembro.

Conforme a página do festival no Facebook, aos 4 dias antes de terminar as incrições, havia 1333 curtas inscritos para o festival (em todas as modalidades):
Veja a lista com todas as modalidades acessando este link.




Quem somos

Espaço de caráter convergente, multimidiático e interdisciplinar para divulgação das atividades realizadas por professores e alunos do Curso de Comunicação Social da Unisc, dentro e fora das salas de aulas. Todos são bem-vindos.

Contato

Departamento de Comunicação Social
Bloco 16 - Sala 1613
Fone/Fax: 3717-7383 - Coord.: 3717-7536
csocial@unisc.br
Tecnologia do Blogger.

Arquivos

Seguidores

- Copyright © Comunicar -- Traduzido Por: Template Para Blogspot