quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Na tarde desta terça-feira, 23, ocorreu na Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) uma reunião sobre as novas Diretrizes Curriculares do Jornalismo, com foco para a questão do estágio obrigatório. Valci Zuculoto, diretora da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e professora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) falou sobre a proposta que está sendo organizada por um Grupo de Trabalho no intuito de padronizar o estágio acadêmico em todo o Brasil, que atualmente não é obrigatório, nem regulamentado.

Professores, alunos, empresários, assessores de imprensa e jornalistas estiveram presentes e debateram sobre o assunto. “O Jornalismo deve tomar novas diretrizes até ano que vem. Estamos há muito tempo trabalhando com isso”, comentou Valci. Segundo ela, o estágio curricular deverá ser obrigatório, contudo, há toda uma legislação por trás disso. “A FENAJ e mais trinta e um sindicatos estão envolvidos em defesa da formação superior do Jornalismo com qualidade. As ações e lutas da FENAJ são pela formação superior, em defesa da obrigatoriedade de formação e do programa de estágio”, frisou a convidada.

Em conformidade com as novas diretrizes curriculares, o GT, composto por professores e representantes de instituições jornalísticas de todo o país, vem trabalhando com a proposta de uma carga horária mínima de 200 horas destinada ao estágio curricular supervisionado (a carga horária total do curso deve ser de, no mínimo, 3.000 horas), devendo ser cumprido de forma que não ultrapasse 20 horas semanais. Além disso, o estágio pode ser voluntário ou pago com bolsa de, no máximo, 20 horas semanais. Por fim, o grupo ainda prevê que o estágio deve ser supervisionado por um professor-orientador da área de jornalismo.

Alessandra Senna, coordenadora de Jornalismo da RBS em Santa Cruz do Sul, falou da relevância do estágio nas empresas para a formação acadêmica. ”O aluno já tem as bases e vive o que um profissional formado faz. O estágio faz a formação completa”. Comentou também sobre a importância das empresas terem estagiários. ”Formação de bancos de talentos. Ajuda o aluno a exercer a profissão”, comenta.

Texto: Agência Experimental de Comunicação A4 



 Fotos: Nathana Redin

Quem somos

Espaço de caráter convergente, multimidiático e interdisciplinar para divulgação das atividades realizadas por professores e alunos do Curso de Comunicação Social da Unisc, dentro e fora das salas de aulas. Todos são bem-vindos.

Contato

Departamento de Comunicação Social
Bloco 16 - Sala 1613
Fone/Fax: 3717-7383 - Coord.: 3717-7536
csocial@unisc.br
Tecnologia do Blogger.

Arquivos

Seguidores

- Copyright © Comunicar -- Traduzido Por: Template Para Blogspot